logomarca cybercook

Arroz de carreteiro (receita dos tropeiros)

Enviar fotos

Atenção: Imagens retiradas da internet possuem direitos autorais e estarão sujeitas a remoção caso seja comprovada a devida autoria. Dúvidas? Consulte nossos termos de uso.

Ingredientes (8)



Preparo

  1. 1.
    Dessalgue o charque já cortado em pequenos cubos, sem fervê-lo, colocando-o numa vazilha com agua, que deverá ser trocada a cada duas horas; (+- 12 horas).
  2. 2.
    Coloque o arroz de molho, sem lavá-lo.
  3. 3.
    Corte a linguiça em rodelas, frite-as e reserve sem o excesso de gordura;
  4. 4.
    De preferência numa panela de ferro ou outra de parede grossa, derreta o toucinho (bacon), e doure o alho e a cebola. Após, coloque o charque, a linguiça já frita (opcional) e a pimenta a gosto, acrescentando +- 1 litro de água. Deixe cozinhar no mínimo por 30 minutos, colocando em seguida o arroz. Verifique o sal e a água, completando-os se necessário. Sirva em seguida.
  5. 5.
    DICAS:
  6. 6.
    O charque + maturado acentua o paladar e torna o arroz de carreteiro mais original;
  7. 7.
    Coloque o tempero verde num recipiente para que cada um se sirva a gosto;
  8. 8.
    Não ferva o charque para tirar o sal, mantendo desta forma o gosto mais autentico;
  9. 9.
    Regule o sal somente ao final, pois com a fervura do charque o sal pode se acentuar;
  10. 10.
    Sirva o arroz de carreteiro assim que ficar pronto, ainda quente, e bom apetite;
  11. 11.
    O arroz deve corresponder a 1/3 do peso do charque;
  12. 12.
    Para cada quilo de charque, coloque uma cebola grande e dois dentes de alho;
  13. 13.
    O arroz leva de 10 a 20 minutos para cozinhar, dependendo do fogo;
  14. 14.
    Quanto mais tempo cozinhar o charque, mais macio fica;
  15. 15.
    Verifique a quantidade de fogo, pois dependendo da panela poderá queimar o arroz.
Autor: Sérgio Fernando Hess de Souza Esta é uma receita que aprendi quando criança, de um tropeiro que sempre passava por Luis Alves, e acampava no nosso terreno com sua troupilha e peões. O tropeiro se chamava VALDOMIRO NEVES e vinha de Ponte Alta do Sul (perto de Lages)

Vídeo recomendado

Comentários (2)

emerson silva

Muito bom este arroz!!!!

Alaide Weiss

aodoro Arroz Carreteiro... dia desses vou fazer esta receita..

Arroz Acompanhamentos Amidos Carne de porco Alho Bacon Carne seca Receitas salgadas Toucinho Charque