1
logomarca cybercook

Carpaccio de salmão com valeriana e dill

Já Fiz

Enviar fotos

Atenção: Imagens retiradas da internet possuem direitos autorais e estarão sujeitas a remoção caso seja comprovada a devida autoria. Dúvidas? Consulte nossos termos de uso.

Ingredientes (10)



Como Fazer

  1. 1.
    Corte o salmão em fatias muito finas e disponha no
  2. 2.
    prato. Salpique-as com o dill e a cebolinha, lavados e
  3. 3.
    cortados fininho. Regue o carpaccio com metade do suco
  4. 4.
    de limão, tempere com sal e pimenta e deixe repousar
  5. 5.
    por 20 minutos.
  6. 6.
    Enquanto isso, limpe e lave a erva-doce e corte-a em
  7. 7.
    fatias finas. Lave e escorra bem a valeriana. Coloque
  8. 8.
    esses dois . ingredientes numa tigela e tempere-os com
  9. 9.
    o molho citronete, feito com o suco de limão restante,
  10. 10.
    o azeite, uma pitada de sal e outra de pimenta do
  11. 11.
    reino. Mexa com cuidado.
  12. 12.
    Distribua em pratos individuais as fatias de salmão
  13. 13.
    marinado e a salada de valeriana com erva-doce e
  14. 14.
    sirva.
  15. 15.
    O vinho
  16. 16.
    Acompanhe com um branco de uvas Pino! Blanc ou um
  17. 17.
    Chardonnay bem frutado.
Mencionado na Bíblia como produto para pagamento de impostos, o dill era uma erva de alto valor comercial entre os romanos. Os egípcios já conheciam o dill como erva medicinal. Existem referências dos gregos antigos quanto a sua utilização para curar soluços. Na Índia, existe uma longa tradição com o dill, tanto culinária quanto medicinal. Uso culinário As folhas do dill dão um sabor suave e agradável à comida pouco temperada como arroz, sopas, saladas e peixes. Suas sementes e folhas são essenciais no preparo de picles e vinagres aromáticos. Também faz parte dos ingredientes do molho curry. Uso terapêutico Para uso interno, o dill é indicado para o tratamento de distúrbios digestivos, falta de apetite e indigestão. É um dos ingredientes usados para aliviar cólicas intestinais. Observação importante: Qualquer uso terapêutico deve sempre ser acompanhado por um médico.
Já Fiz

Vídeo recomendado

Smores de Travessa com Maizena Triunfo

Você pode gostar...

Salmão Assado

Salmão Assado

Por José S.

Salmão ao Pesto

Salmão ao Pesto

Por Cybercook

Temaki

Temaki

Por Cybercook

Salmão com Requeijão

Salmão com Requeijão

Por Yara B.w.jacobsen

Comentários (3)

HAROLDO TEODORO

POUCAS RECEITAS SÃO FABULOSAS COMO ESSA.

gracia teodoro

ESSA RECEITA É TÃO SABOROSA E AROMÁTICA E SAUDÁVEL QUE OS COMENTÁRIOS FICAM PARA AS PESSOAS QUE PUDEREM DEGUSTÁ-LA.

CLÁUDIO GONTIJO

Mencionado na Bíblia como produto para pagamento de impostos, o dill era uma erva de alto valor comercial entre os romanos. Os egípcios já conheciam o dill como erva medicinal. Existem referências dos gregos antigos quanto a sua utilização para curar soluços. Na Índia, existe uma longa tradição com o dill, tanto culinária quanto medicinal. Uso culinário As folhas do dill dão um sabor suave e agradável à comida pouco temperada como arroz, sopas, saladas e peixes. Suas sementes e folhas são essenciais no preparo de picles e vinagres aromáticos. Também faz parte dos ingredientes do molho curry. Uso terapêutico Para uso interno, o dill é indicado para o tratamento de distúrbios digestivos, falta de apetite e indigestão. É um dos ingredientes usados para aliviar cólicas intestinais. Observação importante: Qualquer uso terapêutico deve sempre ser acompanhado por um médico.

Peixes e frutos do mar Azeite Azeite de oliva Azeite extra virgem Dill Entradas Peixe Receitas salgadas Receitas de peixes Erva doce Receitas de carpaccio Pimenta do reino Funcho Agrião Salmão Receitas com Suco de Fruta Cebolinha

Carpaccio de salmão com valeriana e dill